AMA

Ação de municípios garante acesso da população a Coronavoucher

Estratégia vai ajudar a movimentar a economia das cidades

POR: Assessoria
Auxílio Emergencial
Reprodução

Sob orientação da AMA , os municípios alagoanos adotaram várias medidas de apoio à população para acesso ao cadastro do auxílio emergencial do governo federal- o coronavoucher. A Entidade solicitou e os gestores disponibilizaram servidores, equipamentos e acesso digital à comunidade. O trabalho será feito até que todas as pessoas das cidades com o direito sejam cadastradas.

Segundo estimativa de economista Cícero Péricles, o número potencial de beneficiados em Alagoas pode chegar a 500 mil pessoas. Essa estimativa é baseada no número de famílias que recebem o bolsa-família (380 mil), 170 mil trabalhadores no setor privado sem carteira assinada, 50 mil empregadas domésticas sem carteira assinada, 270 mil autônomos sem CNPJ, 93 mil microempreendedores que não estão no cadastro e 160 mil desempregados.

“São recursos que, nesse momento de dificuldade para todos, vai auxiliar as famílias  e movimentar a economia “, disse a presidente da AMA, prefeita Pauline Pereira.

A Secretaria Estadual de Planejamento, que faz sua contabilidade por número de vouchers (e não de pessoas cadastradas no benefício, já que uma família pode receber o valor equivalente a dois vouchers), estima que o Estado pode receber cerca de 1 milhão de coronavouchers de R$ 600 por mês. “Se descontarmos o valor já destinado ao bolsa família no Estado (cerca de R$ 80 milhões mês), isso pode representar mais de R$ 1,5 bilhão de injeção na economia popular de Alagoas na soma dos três benefícios”, diz o secretário de Planejamento Fabrício Marques, que trabalha com uma média entre 900 mil e mais de um milhão de vouchers de R$ 600 por mês no período.

AMA auxílio emergencial coronavoucher. municípios

Veja Também

Comentários