ENTRETENIMENTO

Pai de Manu Gavassi rebate críticas: "É a planta mais empoderada do BBB"

Zé Luiz é um usuário ativo do Twitter e gosta de compartilhar sobre a filha no reality da Globo.

POR: UOL
Manu Gavassi com o pai
Reprodução

Radialista, apresentador, jornalista e pai de Manu Gavassi. Âncora do programa "Do Balacobaco 2.Zé", na 89 FM A Rádio Rock, Zé Luiz se viu do dia para noite como um telespectador assíduo do BBB 20. E como pai de uma participante que está no programa, um novo assunto naturalmente passou a povoar a sua timeline do Twitter: comentar, postar e repostar sobre a cantora e atriz que vem conquistando a web com seu jeitinho que não demorou em ser traduzido nos memes.

Mas como nem tudo são elogios, Manu também é alvo dos haters ou de quem simplesmente não concorda com o seu comportamento na casa. Tem quem diga, por exemplo, que ela é um "planta" — adjetivo dado aos participantes que não fazem diferença no programa.

"Ela até falou algo como, 'sou uma planta, porém com estilo'. São 250% de aumento na pesquisa de uma palavra que ela falou, um monte de site especializado em empoderamento feminino falando sobre sororidade, eu vejo ela conversando com todo mundo mesmo com quem ela não tem empatia. Se ela fica quieta, ela planta. Se fala, ela é metida. Se canta, está querendo fazer vídeo. Se faz meditação, algo que ela faz e me ensinou, quer aparecer. Então que seja planta. É a planta mais empoderada que conheci no 'Big Brother'", declara. "Vejo os comentários e falam, 'ela está fazendo um personagem! Dou risada e penso, é tudo o mesmo personagem: É a Manoela. Ela parece mesmo um personagem", diz.

Zé Luiz é um usuário ativo do Twitter e gosta de compartilhar sobre a filha no reality da Globo. Mas nem por isso ele leva as discussões tão a sério. Quando há falta de respeito, então, ele não perde tempo.

"Já vi um monte [de ofensas], mas passo batido. A rede social cria uma falsa ilusão de intimidade. Na rádio eu também levo muita bordoada no Twitter. Tem pessoa que não adianta nem conversar porque ela não quer entender, ela quer reforçar. Se você concordar ela vai achar o máximo, mas se pedir para pensar... Ela não vai parar porque ela não quer. Evito esse tipo de conflito. Prefiro a vibe da coisa boa, do amor. E por isso quase não me envolvo em votação. Vou me envolver quando a Manoela estiver no paredão. Eu acredito muito no orgânico porque as cartas estão na mesa", afirma.

Algo que mexe com os ânimos do apresentador, que acompanha a tudo pelo pay-per-view, é quando ele vê a filha passando por algum momento difícil. Foi assim recentemente, antes de uma festa.

Como pai dói algumas situações. Aqui você sabe de tudo e lá eles estão perdidos. Sou aquele que vai dormir, ligo a TV e mando beijo: 'filha, papai te ama. Continue sendo você mesma'. Teve um dia que ela ficou muito triste e aquilo me destruiu. A sorte é que ela reverte e depois ficou tudo bem. Uma das coisas que ela mais sentiria falta era de um instrumento. E ela tocou violão na festa. Ali eu vi que faria bem para ela.

bbb20 Brasil capital entretenimento Geral Globo notícias

Veja Também

Comentários