COOKIES ESPACIAIS

Primeiros cookies assados no espaço ficaram 2 horas em forno experimental

Os cookies foram preparados no mês passado na Estação Espacial Internacional e chegaram há duas semanas em solo terrestre

POR: Estadão Conteúdo
Cookies Espaciais
Reprodução

Os resultados dos primeiros biscoitos de chocolate assados no espaço finalmente chegaram. Embora parecessem normais, os cookies precisaram de duas horas em um forno experimental para ficarem prontos. Na Terra, o tempo é bem menor, cerca de 20 minutos. Mas ninguém ainda os provou, pois testes adicionais são necessários para determinar se os alimentos são seguros para comer.

Os cookies foram preparados no mês passado na Estação Espacial Internacional e chegaram há duas semanas em solo terrestre em uma cápsula da SpaceX.

Ainda selados em malotes individuais e embalados em recipientes para voos espaciais, os biscoitos permanecem congelados em um laboratório na área de Houston. Foram os primeiros alimentos cozidos no espaço a partir de ingredientes crus.

Os fabricantes do forno experimental esperavam uma diferença no tempo de cozimento no espaço, mas não tão grande. "Ainda há muito a ser investigado para descobrir realmente o que está motivando essa diferença, mas, definitivamente, é um resultado interessante", disse Mary Murphy, gerente da Nanoracks, com sede no Texas. "No geral, acho que é uma primeira experiência bastante impressionante."

O forno experimental e os cookies no espaço

Localizado perto do Johnson Space Center da Nasa, a Nanoracks projetou e construiu o pequeno forno de teste elétrico que foi lançado na estação espacial em novembro do ano passado. Cinco biscoitos crus congelados já estavam lá em cima.

O astronauta italiano Luca Parmitano foi o 'padeiro' mestre que conduziu o experimento de dezembro, transmitindo uma descrição por rádio enquanto assava os biscoitos, um a um, no protótipo chamado de Zero G Oven.

O primeiro biscoito, que permaneceu assando por 25 minutos a 149 graus Celsius, ficou muito mal cozido. Após mais que duplicar o tempo de cozimento para os dois cookies seguintes, os resultados ainda eram mais ou menos. O quarto biscoito ficou no forno por duas horas e, finalmente, obteve sucesso. "Não sei dizer se está cozido ou não, mas certamente não parece mais massa de biscoito", disse o astronauta.

Parmitano ligou o forno até o máximo de 163 graus Celsius para o quinto biscoito e o assou por duas horas e dez minutos. Ele relatou mais sucesso. Quanto ao aroma, os astronautas podiam sentir o cheiro dos biscoitos ao removê-los do forno, exceto do primeiro.

Experiência promissora

Essa é a beleza de assar no espaço, de acordo com Mike Massimino, ex-astronauta da Nasa. Ele é porta-voz do DoubleTree by Hilton, cadeia de hotéis que forneceu a massa para o biscoito, o mesmo tipo usado para aqueles oferecidos aos hóspedes do hotel. Um dos biscoitos assados ??no espaço está sendo oferecido ao Museu Nacional do Ar e Espaço da Smithsonian Institution para exibição.

Para Massimino, cozinhar um biscoito no espaço é como um lembrete de casa. "Pela minha experiência pessoal, a comida é muito importante não apenas para nutrição, mas também para manter as pessoas conectadas a sua casa e à Terra", disse ele.

Comer algo que não seja comida desidratada ou pré-embalada será particularmente importante, pois os astronautas retornarão à Lua e a Marte. A Nanoracks e a Zero G Kitchen, uma startup de Nova York que colaborou com o feito, está considerando mais experimentos para o forno em órbita e possivelmente mais aparelhos espaciais. Atualmente, existem no espaço, essencialmente, aquecedores de comida.

 

cookies Curiosidade espaço mundo Nasa notícias

Veja Também

Comentários