DEPUTADO FEDERAL

Marx Beltrão defende democracia e diz que “novo AI5 jamais será aceito” no Brasil

"Vimos que o presidente não aprovou e até rechaçou a fala de seu filho” disse Beltrão.

POR: Assessoria
Deputado federal Marx Beltrão (PSD)
Assessoria

O coordenador da bancada federal alagoana no Congresso Nacional, deputado federal Marx Beltrão (PSD), disse que um “novo AI5 no Brasil jamais será aceito. E mais: devemos defender a democracia, lutar por ela, e não atentar contra ela. Felizmente o deputado Eduardo Bolsonaro reconheceu o desproposito de sua fala e pediu desculpas ao país. E também vimos que o presidente Bolsonaro não aprovou e até rechaçou a fala de seu filho” disse Beltrão.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou em uma entrevista que, se a esquerda “radicalizar” no Brasil, uma das respostas do governo poderá ser “via um novo AI-5”. Eduardo deu a declaração ao falar sobre os protesto de rua que estão acontecendo em outros países da América Latina. A entrevista do parlamentar, líder do PSL na Câmara dos Deputados, foi divulgada na quinta-feira (31) no canal do YouTube da jornalista Leda Nagle.

“Não queremos, não permitiremos nem compactuaremos com a volta de uma ditadura no Brasil. Seja de esquerda, seja de direita, seja de centro, seja de qualquer orientação política. O direito de votar e ser votado, com liberdade, deve ser sempre defendido por todos que querem um país melhor. Do mesmo modo, devemos combater a censura, o cerceamento à liberdade e o autoritarismo” rebateu Beltrão.

Após a repercussão negativa de sua fala, o deputado federal Eduardo Bolsonaro  se desculpou. No final da tarde de quinta-feira (3), em entrevista ao programa Brasil Urgente, da Band, o deputado disse que foi mal interpretado e se desculpou. "Eu peço desculpas a quem, porventura, tenha entendido que estou estudando o retorno do AI-5”, disse o deputado ao acrescentar: "Essa possibilidade não existe".

AI5 ditadura militar Eduardo Bolsonaro Jair Bolsonaro Marx Beltrão

Veja Também

Comentários