PREPARAÇÃO

Aulões e cursinhos gratuitos do Ifal atendem 580 concurseiros

Iniciativa, organizada pelo campus Maragogi, promoveu aulas de Português e de Matemática voltadas para concursos públicos

POR: Assessoria
Aulões e cursinhos gratuitos do Ifal atendem 580 concurseiros
Assessoria

Os aulões itinerantes de Português e de Matemática e os preparatórios gratuitos para concursos públicos atenderam 580 concurseiros neste ano. A iniciativa foi organizada pelo Instituto Federal de Alagoas, campus Maragogi, nos municípios de Porto Calvo, Maragogi e ainda em São José da Coroa Grande, em Pernambuco. Nesta quinta-feira (12), ocorreram as últimas aulas de resoluções de questões voltadas para o concurso da prefeitura de Maragogi, que ocorre no domingo (15).

Somente em seis aulões, realizados de junho deste ano até quinta-feira (12), 400 concurseiros participaram das resoluções de questões de provas de Português e de Matemática. Os dois cursos preparatórios começaram no dia 22 de maio deste ano e terminaram em quatro de julho, em Maragogi. Foram 180 estudantes que concluíram a atividade e receberam certificado de conclusão.

Em preparação para sua primeira prova de concurso, Pedro Carlos Alexandre do Nascimento, 32 anos, acredita que mesmo que não seja aprovado, terá bagagem para os próximos certames. “Tentarei a prefeitura de Maragogi. Se não der certo, serve como experiência. Vou levar para os próximos concursos os conteúdos que aprendi nessa preparação no campus Maragogi, como pontuação e uso correto dos porquês”, comenta Pedro Nascimento, que se divide entre o trabalho em um almoxarifado e os estudos à noite e nos finais de semana.

Na avaliação do professor de Matemática, Mateus Queiroz, a ação do campus supre necessidades da população do Norte de Alagoas que deseja estudar para concursos e não encontra oferta perto de casa. “Já que as atividades foram bem recebidas pelos estudantes – que tem pouco acesso a preparatórios –, estamos com planos de fazer aulas contínuas de Português e de Matemática para que, concorrendo a outros concursos, eles esteja mais preparados”, afirma o professor do campus Maragogi.

Regra de três é assunto bastante cobrado em concursos

Mateus Queiroz lembra ao aluno, que fará o certame de Maragogi, que regra de três é coisa certa na prova e é preciso ficar atento às grandezas. “As grandezas diretamente proporcionais aumentam ou diminuem de forma constante. Nas inversamente proporcionais, quando uma aumenta, a outra diminui. Por exemplo: Quando eu tenho tempo e velocidade: Quanto maior a minha velocidade, menor será meu tempo gasto. Elas são inversamente proporcionais. Já no caso das máquinas e peças produzidas: Quanto mais máquinas eu tiver, mais peças eu produzirei. São grandezas diretamente proporcionais”, explica. Ele acrescenta que o aluno deve revisar antes da prova frações e números decimais.

Verbos impessoais merecem atenção  na revisão

Os professores Cleidson Jambo e Gutemberg Lima orientam os concurseiros a darem uma lida de última hora na parte de concordância verbal, em especial a parte de verbos impessoais, assunto que a banca IDHTEC, organizadora do concurso em Maragogi, gosta de explorar em questões. “Os verbos impessoais ficam sempre no singular. Eu destaco o verbo haver no sentindo de existir, que se torna impessoal. Se você puder trocar haver por existir numa frase, fica impessoal. Exemplo: Houveram motivos para festa. É uma construção errada na gramática porque o verbo haver pode ser substituído por existir, ficando dessa forma a construção correta: Houve motivos para a festa/ Existiram motivos para festa”, orienta Cleidson. Pontuação e acentuação gráfica também merecem leitura antes do certame de domingo.

aulões campus Maragogi Ifal Maragogi Maragogi matemática Português

Veja Também

Comentários