CRIANÇA ALAGOANA

CRIA é finalista no prêmio nacional Excelência em Competitividade

Programa destaca-se por gestão que otimiza recursos e impulsiona para o desenvolvimento social

POR: Agência Alagoas
CRIA é finalista no prêmio nacional Excelência em Competitividade
Agência Alagoas

O programa Criança Alagoana (CRIA) está entre os seis finalistas do Prêmio Excelência em Competitividade - Destaque Boas Práticas, promovido pelo Centro de Liderança Pública (CLP), entidade nacional que mobiliza a sociedade na defesa de causas que melhorem o funcionamento do Estado.

O resultado parcial foi baseado nos critérios como equidade, replicabilidade, inovação e capacidade do CRIA em ajudar o Estado na consolidação de um país mais próspero e competitivo.  Ao total foram analisados 120 projetos, de todo o Brasil, passando pelo crivo de grandes nomes de especialistas no tema desenvolvimento econômico e social.

Para o gestor intersetorial do CRIA, Antônio Pinaud, o modo de gestão do programa de Alagoas foi o grande diferencial nessa colocação do Criança Alagoana em um dos prêmios de maior relevância do Brasil. “A convergência intersetorial que o CRIA adota é um modelo de gestão que otimiza recursos e aumenta os resultados, impactando na produtividade e qualidade dos programas e projetos. É dessa forma que o Estado tem trabalhado”, disse Pinaud.

O modelo de convergência utilizado pelo CRIA consiste em integrar as ações nas áreas da saúde, educação e assistência social, além de outras secretarias, para que as políticas públicas em prol das gestantes e crianças, de até seis anos, funcionem com mais eficiência. Além disso, a cadeia de informação permite maior articulação entre os municípios alagoanos e o Estado.

HISTÓRICO
O CRIA foi criado em 2018, por iniciativa da primeira-dama Renata Calheiros, para promover e integrar políticas públicas para a primeira infância de Alagoas. Desde então, vem trazendo transformações na área de saúde, educação e assistência, como a realização de 100% do teste do pezinho, mutirões de vacinação e nutrição e incremento de 79% no Bolsa Variável Gestante (BVG) e 44% na concessão do Bolsa Variável Nutriz (BVN).

As ações abrangem também a inauguração da Casa do Coraçãozinho, abertura de novos leitos obstétricos humanizados e construção de praças da primeira infância. Desde o início do governo Renan Filho os cuidados com a primeira infância tem sido prioridade. Os resultados disso é a redução de 12% da mortalidade infantil, entre 2014 e 2017, aumento de 15,6% na proporção de nascidos vivos e redução da razão da mortalidade materna.

O resultado final do prêmio será anunciado no dia 18 de outubro, em São Paulo, durante a o Ranking de Competitividade dos Estados, 2019. Além do programa alagoano, os outros programas de boas práticas finalistas são de São Paulo, Pernambuco, Mato Grosso e dois da Paraíba.

Cria Excelência em Competitividade programa

Veja Também

Comentários