INQUÉRITO

Polícia Civil conclui investigação de brutal assassinato em Porto Calvo

Um suspeito foi preso e a outra foi morta

POR: Maurício Silva
Delegado Igor Diego conclui investigação sobre assassinato à facadas em Porto Calvo
7Segundos

O brutal assassinato de José Lito de Lira, de 57 anos, ocorrido no dia 24 de agosto de 2019, chegou a uma conclusão: um acusado foi preso e a outra suspeita morreu em decorrência de facadas nesta quinta-feira (05). A Delegacia de Polícia Civil de Porto Calvo, comandada pelo delegado Igor Diego, concluiu o inquérito policial.

A Polícia Civil chegou à conclusão que a ação criminosa à facadas foi praticada por Rosilene da Silva, 36 anos, e por Wanderson da Silva Cavalcanti. A mulher foi vítima de um ataque a facas na terça-feira (03), também na Rua do Sol II e morreu ontem. Também na terça-feira, o homem acusado de participar do assassinato de José Lito de Lira foi preso.

O delegado Igor Diego disse que Rosilene da Silva seria internado na terça-feira, já que, foi constatado que ela tinha problemas psiquiátricos. Mas ela não resistiu às facadas que sofreu na terça-feira (03) e veio a falecer nesta quinta-feira (05). Segundo o inquérito, Wanderson da Silva Cavalcanti teria participado do crime contra José Lito de Lira.

A Polícia Civil já vem tomando todas as medidas legais. “O inquérito policial já foi encaminhado para o poder judiciário que dará continuidade aos procedimentos legais”, declarou o delegado.

Quanto ao ataque que resultou na morte de Rosilene da Silva, Igor Diego informou que a ação criminosa já está sendo investigada. “No mesmo dia [terça-feira (03)] foi instaurado inquérito policial para apurar o crime contra Rosilene da Silva, e algumas pessoas já foram ouvidas, mas o autor continua foragido”, informou o delegado.

Assassinato

De acordo com 6º BPM, Rosilene da Silva é suspeita de ter participado do assassinato de José Lito de Lira, de 57 anos. Ele foi assassinado a facadas no dia 24 de agosto de 2019, na Rua do Sol II, em Porto Calvo. A suspeita é que o crime tenha sido motivado por ciúmes. A Polícia Militar também tinha informado que outra pessoa tinha participado da ação criminosa, que acabou sendo preso na terça-feira (03)

Assassinato facadas Porto Calvo

Veja Também

Comentários