IMERSÃO

Iphan propõe novas formas de turismo no litoral Norte de Alagoas

Propostas foram apresentadas nesta quarta-feira (17) em Porto Calvo

POR: Maurício Silva
Fortim Bass em Porto Calvo pode se tornar patrimônio mundial
Cortesia ao 7Segundos

O Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan) propôs nesta quarta-feira (17) novas formas de turismo para o litoral Norte de Alagoas. As ideias foram lançadas em evento realizado em Porto Calvo para gestores e iniciativa privada. O órgão propõe ações conjuntas e integradas de turismo e cultura para a região.

O litoral Norte é conhecido mundialmente pelas paradisíacas praias, mas há outros elementos que faltam ser explorados pelos turistas que chegam de todas as partes do planeta. A região recebe cerca de 500 mil pessoas por ano e esses turistas basicamente curtem as praias e meios de hospedagem e a ideia é que novos elementos atraiam os visitantes.

A proposta do Iphan apresentada em Porto Calvo nesta quarta-feira (17) foi principalmente em propor o turismo de imersão: paisagem + gastronomia + cultura (modelo que levou o Norte de Portugal à 3ª posição de destino turístico da Europa). A ideia é que investir no turismo cultural da região é ampliar o tempo de lazer, de forma a encorajar o turista a permanecer mais tempo visitando a região.

O Iphan propôs a ideia do turismo de imersão com base no estudo histórico arqueológico na bacia do rio Manguaba até a zona urbana de Porto Calvo. O levantamento evidenciou que há um potencial arqueológico praticamente desconhecido no Brasil. As cidades mais beneficiadas serão Porto Calvo, Japaratinga, Porto de Pedras e Maragogi.

O órgão nacional propõe também a ideia da construção do parque histórico de Porto Calvo com um trajeto pelo Manguaba que passará também pelos municípios de Japaratinga e Porto de Pedras. O Fortim Bass será um dos principais pontos de referência do parque. A fortificação na Ilha do Guedes trata-se do mais integro fortim do período holandês no Brasil. O Icoforte propôs a Unesco que o Fortim Bass foi posto para reconhecimento de patrimônio mundial.

O Iphan também apresentou também as ideias do Museu do Forte Bom Sucesso (Forte das Batalhas ) em Porto Calvo; rotas turísticas; encenações de batalhas (Ilha do Fortim Bass e Batalha da Mata Redonda); Museu de Arqueologia Subaquática (Porto de Pedras e Maragogi); além de vários projetos para Maragogi.

Os empresários e gestores ficaram satisfeitos com as propostas e marcaram uma nova reunião para o próximo mês no município de Porto de Pedras. Após o encontro, pesquisadores, gestores e empresários fizeram uma visita técnica ao Fortim Bass, na Ilha do Guedes, em Porto Calvo.

Galeria de Fotos


Fortim Bass imersão Iphan Litoral Norte museu Porto Calvo turismo

Veja Também

Comentários