Épolítica

Blog focado em política.

MATRIZ DE CAMARAGIBE

Nome de Cícero Cavalcante é proibido ser citado por grupo de Marquinhos

Os dois atualmente são adversários e grupos vão se enfrentar em 2020

POR: Épolítica
Cícero Cavalcante quer voltar ao cargo que ocupou em Matriz de Camaragibe
7Segundos

Os antigos aliados e ex-prefeitos de Matriz de Camaragibe, Cícero Cavalcante e Marcos Paulo (Marquinhos) já não se bicam mais na região Norte de Alagoas e os grupos dos dois vão polarizar a disputa municipal de 2020 pela prefeitura da cidade.

A rivalidade em Matriz de Camaragibe chegou a tal ponto que o grupo do ex-prefeito Marquinhos, que se mantém no poder atualmente com Anderson Bolevard, é proibido citar o nome do rival Cícero Cavalcante.

Na cidade existe até um conjunto habitacional chamado Conjunto Cícero Cavalcante, mas as pessoas do grupo de Marquinhos “batizaram” o local apenas como “Conjunto”, excluindo o nome do ex-prefeito e atual rival para 2020.

Na época que Cícero Cavalcante foi prefeito de Matriz de Camaragibe, o vice-prefeito era exatamente Marquinhos, que depois chegou a sucedê-lo no cargo de prefeito. Mas eles romperam publicamente há uns anos e não se bicam mais. Ainda mais quando Cavalcante retornou para a cidade para disputar o cargo novamente em 2020.

O fato é: as pessoas do grupo de Marquinhos estão vedadas de citar o nome do opositor número 1: o suplente de deputado Cícero Cavalcante.

Mas há um detalhe muito importante: os dois enfrentam problemas judiciais devido a famosa “Operação Guabiru”, que inclusive barrou a candidatura de Marquinhos em 2016, obrigando o grupo a colocar Anderson Bolevard de última hora.

Cícero Cavalcante Conjunto Cícero Cavalcante Marquinhos Matriz de Camaragibe

Veja Também

Comentários